Conheça quais são os fundamentos da metodologia Scrum

Tempo de leitura: 6 minutos

Kanban, Lean, Six Sigma, Scrum… há uma montanha de metodologias Agile para escolher.

E se você é novo no gerenciamento de projetos, pode ser muito o que digerir de uma única vez.

Você pode saber que o Scrum é uma das abordagens mais comuns para o gerenciamento de projetos Agile, mas o que é exatamente?

O Scrum é uma abordagem para gerenciar projetos complicados, que podem ter que se adaptar a mudanças de escopo ou requisitos.

Ao enfatizar a produtividade, foco e colaboração, os times Scrum criam entregas de alta qualidade rapidamente, e podem se adaptar mais facilmente às mudanças.

Está curioso sobre como tudo isso funciona?

Segue a gente!

O processo

Quando um cliente (interno ou externo) aborda o time com certa necessidade, o produto final é dividido em “pequenos pedaços” (tradicionalmente, essa é uma abordagem específica para software.

Mas esse processo também funciona para qualquer outro tipo de projeto que seja composto por múltiplos estágios e peças, como o lançamento de uma campanha de marketing, por exemplo).

Essas peças são então priorizadas, e organizadas em uma série de períodos curtos, chamados sprints.

No final de cada sprint, a equipe entrega uma nova versão do produto.

Entrega da versão final do produto a cada sprint do scrum

A transparência é um princípio fundamental no Scrum, então os times e as partes interessadas analisam os resultados de cada sprint juntos.

Isso garante que todos estão atualizados e informados sobre prioridades e entregas, e quaisquer ajustes podem ser feitos imediatamente.

As equipes promovem a transparência interna através de reuniões diárias.

Durante esses breves encontros de 15 minutos, todos relatam o que eles realizaram no dia anterior, o que eles planejam trabalhar no dia atual e quaisquer “impedimentos” atuais (fatores que os impedem de trabalhar de forma mais eficiente).

Essa visibilidade ajuda a descobrir problemas e trazer até a frente rapidamente, para que o time possa enfrentá-los e superá-los juntos.

Quem é quem: os papéis Scrum

Existem três papéis principais no Scrum: o dono do produto, o scrum master e a equipe de desenvolvimento.

Dono do produto: os donos do produto representam os interesses do cliente.

Eles decidem sobre o que será feito na próxima sprint, para que os esforços da equipe permaneçam focados em tarefas de alta prioridade que criem mais valor.

O proprietário do produto deve sempre estar disponível para fornecer informações ou orientações para a equipe de desenvolvimento.

Proprietário fornecendo informações para a equipe

Embora seja importante notar que os proprietários de produtos não são gerentes – as equipes de scrum se organizam sozinhas.

Scrum Master: O objetivo principal do scrum master é ajudar o time de desenvolvimento a ser autossuficiente.

Os scrum master interceptam e eliminam as barreiras ao progresso da equipe e atuam como um “amortecedor” entre a equipe e quaisquer forças externas que possam interferir com a produtividade.

Ele lidera as reuniões diárias, então, enquanto o proprietário do produto é responsável pelo que a equipe irá produzir, o scrum master supervisiona como isso será produzido.

Equipe de Desenvolvimento: as equipes de desenvolvimento são constituídas por membros da equipe multifuncional.

A equipe se concentra em apenas um projeto por vez, os membros não realizam tarefas múltiplas ou dividem seus esforços entre vários projetos.

Uma vez que o dono do produto faz uma lista ordenada do que precisa ser feito, a equipe de desenvolvimento decide o quanto eles podem completar em um único sprint e se planejar de acordo.

Você pode ter ouvido as palavras “porco” e “frango” jogados em conversas sobre Scrum.

Se assim for, você pode estar perguntando a si mesmo, o que os animais de fazenda têm a ver com o desenvolvimento de software?

Mas a gente te responde!

Dentro da equipe de desenvolvimento, os membros recebem funções como “porcos” ou “galinhas”.

Um porco é a pessoa responsável pela conclusão de uma tarefa específica.

São eles “arriscando seu bacon”.

As galinhas podem estar envolvidas na tarefa, mas não são responsáveis em última instância.

Apenas os porcos podem falar sobre suas tarefas durante as reuniões diárias. As galinhas apenas ouvem.

Valores fundamentais

O Scrum possui cinco regras de ouro. São elas:

Abertura: Scrum vê a colaboração como a maneira mais eficaz de criar o melhor produto possível.

Portanto, o trabalho em equipe e a transparência são essenciais.

Ao invés de aniquilar os problemas, os membros da equipe Scrum estão abertos sobre o progresso e os obstáculos que eles enfrentam.

Foco: com Scrum, a multitarefa está fora da jogada.

Foco no srum

Uma vez que a produtividade é fundamental, a divisão da atenção da equipe em vários projetos e o redirecionamento de seus esforços no meio do sprint, ao mudar as prioridades, são evitados a todo custo.

Em vez disso, as equipes se concentram na tarefa em questão para obter a melhor velocidade e o melhor produto de qualidade.

Coragem: as equipes devem ter a capacidade de se comprometer com uma quantidade de trabalho ambiciosa (mas possível) para cada sprint.

Os scrum master também devem ser capazes de resistir às partes interessadas, se necessário, e o dono do produto deve orientar a equipe de desenvolvimento com autoridade.

Compromisso: cada sprint é um compromisso: as equipes devem concordar sobre o que vão realizar e cumprir o combinado.

Esse valor é refletido na única “Definição de ´pronto” de cada equipe.

Uma lista de critérios para determinar se um recurso ou entrega é verdadeiramente concluído – que não é apenas totalmente funcional, mas atende aos padrões de qualidade da equipe.

Respeito: Em serviço da verdadeira colaboração, os papéis e as responsabilidades são totalmente transparentes.

Cada membro da equipe é respeitado igualmente, independentemente da descrição do cargo, tempo de casa ou status.

A equipe de desenvolvimento deve honrar a autoridade do proprietário do produto em decidir o que a equipe trabalha e o proprietário do produto precisa respeitar a necessidade da equipe de seguir o processo de trabalho o melhor para eles.

A Gumga desenvolveu em framework chamado CapivaraJS. Ele disponível gratuitamente no GitHub.

Utilizando o CapivaraJS juntamente com a metodologia Scrum a empresa terá muito mais produtividade e qualidade no desenvolvimento.

Agora que você tem o básico, que tal colocar em prática o que aprendeu?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *