É hora de aposentar o “não me traga problemas, traga a solução”

Tempo de leitura: 4 minutos

Você com certeza já ouviu a frase: “não me traga problemas, me traga a solução”.

Provavelmente até já a disse para alguém que lhe procurou informando uma situação.

Pois bem, aposente ela!

Mesmo com autores dizendo que esse tipo de atitude reduz o “choro” de colaboradores e aumenta o empoderamento deles, dando mais chances de que eles cresçam em suas carreiras.

Mas nem todo problema tem uma solução simples.

Uma empresa – e quanto maior essa empresa, maior esse problema – pode enfrentar as mais diversas situações complexas em seu dia a dia.

Conheça os 11 meios de ser um líder melhor

E muitas pessoas talentosíssimas em gestão poderiam abordar esses problemas cada um à sua maneira.

Além disso, segundo um professor da Wharton Business School, Adam Grant, pensar somente na solução cria uma cultura de defender seu ponto de vista próprio, e não de questionamento, que é muito mais saudável para uma empresa.

Ao pensar em uma solução para um determinado problema, a tendência natural é de que essa visão se feche na cabeça da pessoa.

E que ela defenda – e até faça lobby para que seja aceita – sua solução, ao invés de considerar uma outra perspectiva.

A abordagem “me traga a solução” também pode causar receio nos colaboradores, por se sentirem intimidados, e que por isso passarão a mascarar problemas ao invés de resolvê-los.

Mas, certo, se dizer “não me traga problemas, traga soluções” é tão problemático, por que tantos gestores e líderes no mundo todo continuam a fazê-lo?

O principal motivo, segundo Adam Grant, é que eles querem evitar uma cultura de reclamações.

Mas comunicar-se sobre possíveis armadilhas e barreiras buscando uma iniciativa para superá-las é diferente de reclamar, e pode ser muito mais positivo para a empresa como um todo.

Quando problemas são comunicados de maneira correta, cria-se um ambiente aonde as pessoas se sentem seguras em trazer a você más notícias mais cedo.

Dessa forma dão à você um tempo extra preciosíssimo para agir antes que a coisa toda exploda.

Seguem algumas dicas de como encorajar seu time a trazer problemas até você, de uma maneira mais produtiva:

Faça com que isso seja seguro

Mude seu comportamento para que pessoas não se sintam com medo de lhe trazer más notícias.

Bill Gates disse em seu livro “Negócios na Velocidade do Pensamento” que constantemente ele promovia debates sobre problemas em reuniões com a equipe de gestores da Microsoft.

Se você é do tipo que perde a cabeça e grita com quem lhe traz más notícias, pare agora mesmo de fazer isso!

Exija a constatação de problemas, e não reclamações

Apesar de você querer que as pessoas lhe alertem sobre problemas em potencial, elas precisam aprender como distinguir entre levantar uma preocupação válida e simplesmente reclamar.

Reclamações são absolutas, como “sempre” e “nunca”, ao invés de fatos concretos.

Reclamações vazias geralmente são difíceis de serem constatadas, e tem os vilões (eles) e os heróis (nós).

E geralmente não atingem o cerne do problema, apenas sua superfície

Por exemplo: “O grupo X nunca cumpre os prazos, e sempre estoura em nós o problema”, é uma reclamação.

Faz uma constatação absoluta, identifica um vilão e não mostra nenhum fato concreto, que se possa mostrar.

Constatação de problemas, por outro lado, mostram fatos objetivos, atingem o cerne do problema, indo além de sua superfície.

E revela o papel de todos ao criar o problema em si, até mesmo a pessoa que está o apresentando.

Por exemplo: “nos últimos seis meses, o grupo X não cumpriu com o prazo combinado quatro vezes, e o atraso médio foi de 6,5 dias.

Em dois dos casos, nosso grupo também não estava preparado para atingir o prazo final.

Contudo, nos dois outros casos, nosso grupo completou sua parte do projeto a tempo.

Mas tivemos que trabalhar nos finais de semana e feriados para integrar com o trabalho atrasado do grupo X, para que não impactasse para o cliente”.

Quando o problema é apresentado dessa maneira, é muito mais fácil identificar o padrão que precisa ser modificado.

Aonde está a parte que precisa ser tratada para que o problema não volte a ocorrer.

Chamar o grupo X para fazer parte da solução do problema também é bastante válido.

Se o tamanho do problema está além das habilidades de sua equipe de resolver, alguém precisa estar melhor preparado para o desafio, e esse alguém provavelmente é você.

Agradeça sua equipe por ter levantado a situação, dê a atenção necessária para a resolução ou delegue tarefas para que esse problema se resolva.

Seus colaboradores sempre vão encontrar problemas.

Delegando tarefas para seu time auxiliar na resolução desses problemas fará com que se sintam mais à vontade de trazer até você os problemas mais cedo.

Leitura recomendada: Veja 6 dicas simples para você aprender a delegar tarefas

É como diz o professor de Harvard, Frances Frei: identificar problemas pode ser um esporte solo, mas encontrar soluções dificilmente o é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *