Persona: você sabe o que é e para que serve? – Parte 1

Tempo de leitura: 2 minutos

Aqui está um fato muito simples sobre negócios: sem clientes para comprar seu produto/serviço, você não vai fazer dinheiro.

Quase todas as decisões que você toma – o que você vende, quanto vai pedir pelo que vende, aonde você está localizado, quem você contrata – são tomadas a partir da ideia de trazer o máximo de clientes para sua empresa.

E otimizar as chances de que esses clientes acabem comprando seu produto/serviço.

Leitura recomendada: Como o processo de inovação da sua empresa deveria ser?

Para tornar essa tomada de decisão mais simples e efetiva, muitas empresas desenvolvem personas (personagens fictícios que representam as principais características de um grupo de clientes – ou possíveis clientes – de uma empresa).

O objetivo é para auxiliar a todos os envolvidos a visualizar as escolhas certas sobre o início do projeto, o crescimento do negócio e a divulgação do seu produto/serviço.

O que é uma persona e para o que serve?
O sucesso em marketing e no desenvolvimento de um produto/serviço vem a partir de uma compreensão aprofundada sobre seus clientes.

Sua habilidade de se colocar no lugar de seu cliente, compreender seus problemas, necessidades, desejos, aspirações e ambientes – na verdade, todos os aspectos da vida deles – irá guia-lo ao sucesso.

Ser capaz de pensar e agir como seus clientes é a chave para ser capaz de se comunicar com eles de maneira eficiente.

Por isso uma das grandes recomendações do mundo do empreendedorismo – e que chama bastante a atenção de investidores – é que o empreendedor busque desenvolver um produto/serviço que resolva problemas que eles mesmos enfrentam em seus dia-a-dia.

Obviamente é muito mais fácil desenvolver um produto e campanhas de marketing quando você sabe exatamente quem são seus clientes e como eles vão reagir para diferentes tipos de marketing, porque o cliente é você.

Se você está tentando se comunicar com pessoas iguais a você, você vai ter uma vantagem enorme, pois você sabe exatamente como você (e, por consequência, seus clientes) irão reagir.

E se sua empresa está resolvendo um problema que você pessoalmente não tem?

E se você não faz parte de seu público-alvo? Isso é ruim? Como começar a enxergar sua empresa através dos olhos do cliente?

Podemos resolver esse problema através da criação de personas, que irão dar a você o insight necessário para como a mente de seus clientes funciona.

Há dois tipos de personas geralmente utilizados: buyer persona e persona usuária.

Dependendo da natureza de seu negócio, você precisa só de uma delas.

O segredo é não cair na tentação de criar várias personas e acabar com nenhuma.

Agora que você sabe o que é uma persona, e para qual finalidade ela serve, que tal aprender como criar uma?

Não perca o próximo post!

Nele mostraremos quais informações você precisa levantar, como organizá-las e como conseguir extrair essas informações de seu público-alvo!

Esperamos você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *